Sustentabilidade

Vanguard investe €25M na compra de empresa de construção em madeira

Vanguard investe €25M na compra de empresa de construção em madeira

A Vanguard Properties, anunciou um investimento estratégico de 25 milhões de euros que inclui aquisição Black Oak Company, uma empresa de construção em madeira.

A Black Oak Company, que detém a unidade industrial em Esposende, passa agora para a posse da Vanguard Properties, que, com este negócio, pretende alterar o paradigma no imobiliário em geral e no método construtivo em particular, com a construção de casas que são NZEB. O objetivo passa por expandir a fábrica tendo vista a duplicação da área de implementação para 20 mil metros² e o aumento da capacidade instalada para uma produção anual de 200 casas de madeira.

A promotora imobiliária já tem previsto a produção de mil casas sustentáveis para os projetos Terras da Comporta e Muda Reserve, estando o início de produção projetado para o início do quarto trimestre de 2022, «a aposta neste método construtivo vai contribuir para o grande objetivo de sustentabilidade dos projetos Terras da Comporta e Muda Reserve que passa por garantir que todos os edifícios construídos sejam neutros em emissões de carbono e altamente eficientes do ponto de vista da energia (NZEB). Estamos muito satisfeitos com esta operação e com a nossa aposta que, salvaguardada a qualidade ímpar dos produtos que desenvolvemos, nos permitirá manter na vanguarda do sector», refere José Cardoso Botelho, CEO da Vanguard Properties.

De acordo com comunicado, «os sistemas woodframe e CLT partilham a vantagem de utilizarem um material natural, renovável e reciclável, que promove o reflorestamento, retém o dióxido de carbono e não requer a queima de combustíveis fósseis durante a sua produção».

A KŌZŌWOOD vai comercializar as casas de madeira, que vão ser produzidas em ambiente fabril e controlado, promovendo a redução da poluição atmosférica, visual e ambiental. As casas de madeira serão 85% mais leves do que edifícios em betão.

De recordar ainda que, recentemente, a Vanguard assinou um protocolo com a Energia Unida para a criação do Terras da Comporta.

PUB
PUB